teste

Graduações
a Distância
Informática
na Educação
Cursos
a Distância
Capítulos e
livros publicados
Artigos
Publicados
Legislação
em EAD
Referenciais de
Qualidade em EAD
Currículo
Lattes

16 de setembro de 2013

A importância da metodologia no processo de ensino e aprendizagem

Ao falarmos em METODOLOGIA, é imprescindível definir qual a concepção que se tem do termo. Metodologia é um caminho, um 'modo de fazer', que utiliza-se de métodos, estratégias, recursos, técnicas, etc., conduzindo a resultados, sejam eles positivos ou negativos.


A questão metodológica está diretamente relacionada aos referenciais epistemológicos adotados pelo professor, às suas crenças, seus conceitos, seus pressupostos, àquilo que ele acredita. Daí a necessidade de um constante questionamento em relação a esses referenciais, buscando sempre uma coerência entre objetivos sociais e objetivos de ensino. 

É de extrema importância num contexto educacional, o professor ter bem presente que o seu papel é o de propiciar ao aluno situações de autoconstrução. E isso significa que o aluno é responsável pelo seu aprendizado, que o professor é mediador dessa autoconstrução e uma referência para o aluno. Portanto, sendo referência, além dos conteúdos específicos e através da metodologia, o professor ensina sua noção de mundo, os seus referenciais, suas crenças, seus valores, seus conceitos, seus ideais, seus pressupostos, o seu Eu.

Esses princípios estão presentes na hora da definição dos temas e assuntos a serem explorados em sala de aula e na escolha da metodologia. Querendo ou não, essa escolha não é neutra. Ela tem uma intencionalidade (mesmo que inconsciente) e está baseada nos referenciais do professor, naquilo que ele acredita. Por isso, é importante que o professor pense, reflita e questione qual é a sua visão de mundo.

No processo de ensino e aprendizagem, é preciso que seja levado em conta o interesse, a necessidade, a motivação e os conhecimentos prévios dos alunos. A aprendizagem está ligada ao ponto de partida do aluno. Cada um carrega uma bagagem de conhecimentos prévios e é preciso que o professor propicie conexão desses conhecimentos com os conteúdos novos, para que haja significado no que está sendo aprendido.

A metodologia adotada por um professor deve sempre levar a uma prática pedagógica emancipatória, ou seja, uma ação que propicie ao aluno situações de autoconstrução, que o faça pensar, refletir e questionar e que seja comprometida com todas as dimensões do saber. Nesse sentido, é importante que o professor adote uma proposta relacional, onde o processo de construção do conhecimento se dá na relação entre professor-aluno e aluno-aluno.

Estamos vivendo um tempo de grande ausência de valores e de referenciais sociais e espirituais, assim como, uma imensa falta de ética. A escola deve ser um espaço que leve em conta todas as dimensões do ser humano, não apenas o saber (conteúdo) e o saber fazer (técnica), mas também o saber ser e o saber conviver.

Portanto, é de extrema urgência o professor rever seu papel na educação, repensando não só a forma como os alunos aprendem, mas também o que eles aprendem na escola. É necessário que o professor tenha consciência que a sua maneira de ser, suas crenças e intenções, se revelam no que é ensinado aos alunos.

Carla Netto